A tecnologia e a confiabilidade das informações comerciais em campo

O mercado brasileiro atual é extremamente competitivo. É preciso buscar diferenciais para que sua empresa supere a concorrência, seja dando mais qualidade ao produto ou melhorando preço e condições de pagamento. Isso faz com que o monitoramento de vendas se torne uma prática essencial para quem visa conquistar e fidelizar clientes.

As melhores práticas

O trabalho da equipe de vendas sempre será vender mais, porém suas vendas dependem da análise constante da performance nos processos de venda. É imprescindível que práticas mais eficientes sejam adotadas e não há estratégia mais eficaz do que o registro de dados que sirvam de indicadores para os processos de vendas.

Com monitoramento embasado em informações realmente relevantes, a equipe de vendas ganha em produtividade, eficiência e eficácia. Afinal, não vivemos mais em tempos nos quais tudo se resume a vender para o varejo. Hoje, é essencial ajudar o varejo a vender mais, pois produtos parados na gôndola ou no estoque impedem a geração de novos pedidos.

Por mais que uma equipe de vendas tenha suas metas para serem cumpridas, deixar que isso dependa do feeling do vendedor é um erro. É preciso implementar estratégias concretas, com dados reais atrelados a indicadores confiáveis para que um plano de ações específico possa ser criado.

Só assim é possível traçar um caminho para uma mudança real, que não dependa do acaso.

Uma estratégia clara para uma execução perfeita

 

Qualquer estratégia adotada visando aumentar o número de vendas depende do engajamento de toda a equipe. Afinal, são diversos os processos executados por vendedores e demais profissionais do setor, algo que caracteriza o resultado final do trabalho como a soma de ações individuais e conjuntas.

O primeiro passo a ser tomado é deixar claro qual será a estratégia em um determinado período, o local de realização e qual o perfil do cliente. Não basta atribuir responsabilidades — é preciso que os funcionários saibam qual objetivo a empresa visa alcançar com aquelas ações.

Podendo ser a positivação, o mix de produtos ou o oferecimento de ajuda no sell out do varejo, por exemplo. Para isso, é preciso responder a algumas como:

  • O produto está coerente com o perfil da loja ou precisa de algum ajuste?
  • Na rota do cliente, existem consumidores em potencial ou que estão há alguns dias sem positivação?
  • Quando o produto passa dias além do previsto sem ser vendido, será que o número do estoque sistêmico realmente existe na loja? A baixa das vendas foi realmente feita?
  • O produto está na gôndola? Está bem posicionado?

Essas informações ajudam no levantamento de insights relevantes para otimizar o trabalho da equipe de vendas. Com o passar do tempo, os próprios funcionários estarão aptos a apontar pontos que merecem uma análise mais cuidadosa.

Com uma boa execução dos processos de campo — itens selecionados corretamente, preço adequado ao perfil da loja e bom posicionamento —, os indicadores serão afetados positivamente. Consequentemente, as vendas crescem e o sucesso do negócio é maior.

Acompanhe a MC1 no LinkedIn, Facebook e Twitter e fique por dentro de como a tecnologia pode

Um grande abraço,

Pricila Ribas
Gerente de Negócios

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

teste