Quem dita a evolução tecnológica no mercado brasileiro?

Em um Brasil onde 64,7% da população acima de 10 anos está conectada na internet (IBGE, 2018), não podemos negligenciar a capacidade de inserção de dados e conteúdos nessa imensa e não desvendada teia no “link BR”, ou seja, no nosso diretório “.com.br”

Estamos na Era Digital, temos “digital influencers”, a tal da nuvem está aí no B2B e B2C… Qual será o rumo da tecnologia frente ao cenário global de inserção de dados e popularização de acessos?

O desafio de agregar valor às companhias com uma tecnologia pragmática está cada vez maior, bem como, o desafio de analisar padrões e comportamentos. Ambos tornaram-se uma tendência e estão presentes em todos os setores do mercado: Indústria, Serviços e Agrobusiness.

No que diz respeito ao segmento da Indústria, uma forte tendência de transformação digital está impactando o planejamento desse mercado hoje!

Quando falamos de transformação digital, estamos necessariamente mencionando tecnologias de mobilidade. Segundo o Blog PayPal Brasil, hoje +84% dos brasileiros já compram serviços pelo smartphone ou tablet, e a indústria não quer ficar para atrás. Toda solução ofertada no mercado, obrigatoriamente tem que ter um acesso remoto via “devices mobile” e trazendo tecnologia do “Back Office” para a ponta ou o usuário final da execução no campo. Ter a possibilidade de contar uma plataforma “omnichannel” unindo os dois mundos: tático e estratégico é o cenário mais desejado pela indústria.

Essa fonte de inovação já está rodando nas indústrias de bens de consumo até indústrias de base, manufatura ou transformação.

Portanto, é de fundamental importância que o ecossistema de tecnologia esteja preparado para atender à demanda de um mercado brasileiro cada vez mais informado e conectado.

Logo, o aprendizado que temos é que o mercado de tecnologia é moldado pela indústria e sua necessidade desenfreada de aumentar a produtividade com qualidade e reduzindo custos.

Um grande abraço,
William Garcia
Gerente de Novos Negócios

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste